• Post Image
  • Post Image
  • Post Image
  • Post Image
  • Post Image

G20.ARG – A MARCHA

novembro 30, 2018
G20-Argentina, a Marcha

O Grupo dos 20 (G20), também chamado de G20 Financeiro, criado em 1999, é formado pelas 19 maiores economias do mundo, representadas pelos ministros de finanças e chefes dos bancos centrais, mais a União Europeia, representada pelo Banco Central Europeu e pela presidência rotativa do Conselho Europeu. A Cúpula do G20 foi realizada no final do mês de novembro de 2018, em Buenos Aires, na Argentina.

A primeira na América do Sul.

Diante da previsão de grande mobilização popular contrária à Cúpula do G20, fui para Buenos Aires com o objetivo de cobrir as atividades e as manifestações de rua. O governo da Argentina anunciava cerca de 30 mil agentes das diferentes forças do Estado que fariam a segurança do encontro. Meses antes, protestos contra o G20 já ocorriam na capital do país.

Fiquei 11 dias na Argentina e pude registrar diversas atividades: seminários, palestras, debates e atos de rua. Essa experiência internacional foi importante e conheci alguns movimentos populares e suas formas de organização.

No entanto, talvez a única decepção, a quantidade de pessoas foi menor do que o esperado.

Feministas explicavam-me fatores para pouca adesão: aplicação do medo, operações policiais em casas de militantes e ativistas, antes do G20; manifestações fortemente reprimidas; e um grande aparato militar para os dias da reunião cercava toda a região central da cidade.

“A marcha foi encurralada, dirigida, neutralizada”, disseram.

Uma espanhola que reside em Buenos Aires há 10 anos: “Na Europa é folclore sair contra cúpulas desse tipo. Aqui eu vejo que não tem tanta gente, é uma coisa nova. Lá é uma espécie de tradição”, analisou.

O governo restringiu a circulação da população, com alteração de rotas de ônibus, corte de linhas, estações de metrô fechadas e suspensão de serviços públicos essenciais. O que dificultou muito o acesso ao Centro da cidade, onde ocorriam as manifestações.

As medidas foram duramente criticadas pelos movimentos sociais.

As fotografias são da marcha “oficial” contra o G20, que iniciava as reuniões de cúpula naquele dia.

Image
G20.ARG - CÚPULA DOS POVOS
Várias organizações de diferentes partes do mundo se reuniram para repensar modelos alternativos de desenvolvimento.
Image
MADRES DE PLAZA DE MAYO
Madres de la Plaza de Mayo é um grupo de mães que tiveram seus filhos assassinados pela ditadura militar Argentina.
Image
G20.ARG - MOV. SOCIAIS
Diversos movimentos sociais se reuniram no Estádio Atlanta como parte da semana de ação global contra o G20.

    Deixe um comentário